Feriado prolongado é marcado por mortes na Mogi-Salesópolis

Fusca ficou bastante avariado depois de colidir com dois carros. (Foto: Reprodução/ TV Diário)
Fusca ficou bastante avariado depois de colidir com dois carros. (Foto: Reprodução/ TV Diário)

NATAN LIRA
A Polícia Civil abriu inquérito nesta segunda-feira (24) para apurar as causas de dois acidentes que resultaram na morte de duas pessoas, além de cinco feridos, na Rodovia Mogi-Salesópolis (SP-88), durante o feriado de Tiradentes. Já na Mogi-Bertioga (SP-98), o movimento abaixo do esperado refletiu no número de acidentes, que também registrou queda. A Polícia Rodoviária Militar registrou 666 infrações de trânsito nos quatro dias de operação.

Os dois acidentes com vítimas fatais na SP-88 aconteceram na altura de Biritiba Mirim. O primeiro foi o atropelamento do aposentado Benedito Theodoro do Nascimento, de 67 anos, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O segundo caso ocorreu por volta das 19 horas de sábado, na altura do km 71, e envolveu três carros.

Segundo o boletim de ocorrência, Valdemar dos Santos Filho, de 56 anos, dirigia a Eco Sport quando perdeu o controle, entrou na contramão e o bateu no Fusca onde estavam Carlos Eduardo de Souza e Margarida de Jesus, ambos de 52 anos, além de Renata Cunha Mariano, de 21 anos, Lavínia de Souza Mariano, de um ano, e Andrei Moraes de Souza, de 25 anos, que morreu na hora. Após a colisão entre os carros, o Fusca foi lançado e atingiu o Palio dirigido por André de Paula. Renata, Carlos e Margarida, que estavam no veículo, permaneciam ontem internados no Hospital Luzia de Pinho Melo. Valdemar foi levado para a mesma unidade, mas recebeu alta na manhã de ontem. Não há informações sobre os locais onde Lavínia e André foram socorridos.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) esperava que 36 mil veículos descessem pela Serra do Mar entre a quinta-feira e o sábado, mas o número foi 30% menor (25 mil automóveis). Com isso, o motorista não encontrou trânsito intenso durante a viagem ao litoral. Na volta do feriado, anteontem, até as 20 horas, 14 mil motoristas já haviam retornado. As ocorrências de acidente diminuíram de quatro para dois, comparado com o mesmo período do ano passado.

No corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto (SP-030), os registros de acidente no feriado de Tiradentes foram maior este ano, comparado a 2016. O número saltou de 23 para 24, entretanto, não houve morte, diferente do ano anterior em que dois óbitos foram registrados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *